TERMAS DE S. PEDRO DO SUL
Henriques na sua retirada de  Badajoz fracturou uma perna. Sofrendo de terriveis  dores  foi  conduzido  a conselho
de um residente de Lafões às Termas de S. Pedro do Sul, onde encontrou alivio para as suas dores.
D. Afonso Henriques, primeiro Rei de Portugal não seria o único a descobrir  as  potencialidades terapêuticas das
termas. Séculos antes, já os romanosexploravam  as potencialidades destas águas, existindo ainda vestigios de um
balneário, na altura designado de "Balneum" (Banho).
Apesar  de ter conhecido  outras designações, viria  a receber o nome de Termas da Rainha D. Amélia, uma vez que
a última Rainha de Portugal aí passava as suas férias.


Inaugurado a  6  de Junho de  1894,  o Balneário Rainha D. Amélia foi requalificado  e  aberto ao público em
Setembro de  2001,  equipado com a mais moderna tecnologia. O Balneário dispõe de gabinetes médicos, salas de  
tratamento,  sala  de exposições,  sala de conferência,  bar de  apoio e núcleo museológico.  Apesar de todo o
edificio ter sido remodelado,  este mantém a  traça  original.  Para além do Balneário  Rainha  D. Amélia,  as Termas
de S. Pedro do Sul contam ainda com mais dois balneários.
As Termas de S. Pedro do Sul são as termas mais frequentadas da Peninsula Ibérica,  o que não impede   um
tratamento  personalizado,  uma vez que existe um limite de utentes.
O Centro Termal encontra-se aberto todo o ano.
As termas de S.Pedro do Sul localizam-se no Distrito de Viseu, Concelho de S. Pedro do Sul, Freguesia da Várzea.


A água das termas de S. Pedro do Sul são francamente mineralizadas. A sua composição iónica: Bicarbonatada
Sódica Sulfurea.
As águas são indicadas  para o tratamento de  doenças  do foro reumatismal, nomeadamente osteoartrose, artrite
gotosa (fase não aguda), pelviespondilite anquilopoiética,  febre reumática  (fase não aguda)  e artrite reu-
matóide (fase não aguda).  As águas destas termas são igualmente indicadas para doenças das vias respiratórias
como:  sinusite, rinite alérgica, asma brônquia, faringite crónica e bronquite crónica.
O Centro Termal  incluí ainda uma secção de medicina física e de reabilitação para profilaxia do sistema nervoso.


De Lisboa seguir pela  A1  até à saída de  Albergaria-a-Velha,  seguir pelo IP5 até Vouzela e finalmente pela EN16
até às Termas de S. Pedro do Sul

Do Porto  seguir pela  A1  até à saída de  Albergaria-a-Velha,  seguir pelo IP5 até Vouzela e finalmente pela EN16 até
às Termas de S. Pedro do Sul